15 livros de empreendedores excepcionais para ler em 2019

Muitos donos de negócios de sucesso leem livros para se capacitar. Confira quais são as obras mais recomendadas por eles:

2019 é agora a chance de repensar o que já aconteceu durante o ano que passou, rever os planos, criar novas estratégias e iniciar 2019 com tudo de bom!

Os donos de negócio já sabem que se capacitar é essencial para que seus empreendimentos tenham sucesso. A leitura é a forma preferida de muitos empreendedores na hora de aprender pela teoria: essa é a receita de empreendedores como Bill Gates, Elon Musk, Mark Zuckerberg e Warren Buffett, por exemplo. Diante do mar de livros disponíveis atualmente, como descobrir quais obras valem a pena? Uma boa dica pode ser olhar justamente para as recomendações dos grandes empreendedores e ver quais delas se adequam à realidade do seu negócio. Selecionamos alguns livros que terão um lugar garantido na sua estante – e contamos o porquê. Navegue pelos slides acima e confira quais são essas obras.

1. “The Hard Thing About Hard Things”, Ben Horowitz

Muitos falam sobre as maravilhas de se empreender, mas só a sinceridade brutal de Ben Horowitz mostra as durezas de tocar um negócio. Ben é cofundador da Andreessen Horowitz e super respeitado no Vale do Silício. Para falar sobre “a coisa difícil sobre coisas difíceis”, ele se baseia em sua própria experiência, tratando de temas que vão de saber o momento de vender sua empresa até demitir um bom amigo – com bom humor, mas sem rodeios.

A verdade nua e crua de Ben fez com que esse fosse, sem dúvidas, o livro mais mencionado por mentores e empreendedores. Seja você um veterano ou novo empreendedor, vale dar uma olhada.

       2. “Rápido e Devagar: Duas Formas de Pensar”, Daniel Kahneman

Neste livro, Daniel Kahneman procura mostrar as formas que controlam a mente – o pensamento rápido, intuitivo e emocional e o devagar, lógico e ponderado. Daniel busca mostrar a capacidade do pensamento rápido, sua influência persuasiva nas decisões e até onde se pode ou não confiar nele.

Durante a leitura, você poderá entender melhor como essas duas formas de pensar funcionam e também como é possível utilizá-las em decisões profissionais e pessoais.

3. “Criatividade S.A.”, Ed Catmull

Qual a fórmula do sucesso por trás de filmes adorados por multidões como Toy Story, Monstros S.A. ou Procurando Nemo? Em Criatividade S.A., Ed Catmull conta a trajetória de sucesso do mais importante e lucrativo estúdio de animação da atualidade, a Pixar, que ele ajudou a fundar, ao lado de Steve Jobs e John Lasseter, em 1986.

Dos encontros da equipe às sessões de brainstorm, o autor conta a história da empresa que revolucionou a indústria de animação cinematográfica e divide com o leitor sua experiência na gestão de uma das mais bem-sucedidas companhias de criação do mundo, mostrando como se constrói uma cultura da criatividade, num livro definitivo para quem busca inspiração para os próprios negócios.

4. “O Jeito Disney de Encantar Clientes”, Disney Institute

Todas as empresas buscam atingir a mesma meta: atender melhor as pessoas que compram seus produtos e serviços. Não importa se elas são chamadas de clientes, consumidores, pacientes ou, no caso Disney, convidados. Ou você as satisfaz ou corre o risco de perdê-las.

Neste livro, você será levado aos bastidores para mostrar as melhores práticas e filosofias da Disney em ação, proporcionando uma visão dos princípios de atendimento de qualidade na prática, tanto no Walt Disney World, sob o ponto de vista dos membros do elenco, quanto em outras organizações, de acordo com os executivos que participaram dos programas doDisney Institute.

5. “How Google Works”, Eric Schmidt e Jonathan Rosenberg

Em 2010, Eric e Jonathan, executivos do Google, criaram uma aula interna para os gestores da empresa. Na época, o conteúdo era confidencial, mas, com o passar do tempo e uma sugestão de um funcionário da área de abraçar o espírito do conhecimento compartilhado, os empresários decidiram dividir sua a receita com o mundo: como a Google inova e também empodera seus funcionários para atingirem o sucesso.

“How Google Works” é o resumo de todas essas experiências que os executivos vivenciaram, principalmente em relação ao contexto tecnológico que permeou toda a evolução da Google. Contado de forma divertida e fácil de ler, o livro é uma ótima escolha para os iniciantes e também para aqueles que desejam repensar seu atual modelo de gestão.

PS: Há um resumo do livro bem bacana aqui.

6. “The Dip”, Seth Godin

O antigo ditado de que vencedores não desistem está errado. Vencedores desistem e vencedores também vencem.

Todo projeto começa de forma divertida e simples, mas, ao longo do tempo, os problemas começam a surgir e, com isso, o questionamento de qual a real razão do que você está fazendo. Talvez você esteja em uma fase que é difícil, mas irá passar. Talvez você esteja em uma batalha já perdida.

O livro de Seth Godin não tem todas as respostas para a sua pergunta, mas, com certeza, vai te ajudar a fazer as perguntas certas para resolver seus problemas, sejam ele relacionados a negócios ou não.

7. “The Road to Character”, David Brooks

O brilhante colunista do New York Times examina, em seu livro, os contrastantes valores que motivam todos nós. Focando em análises profundas de algumas das figuras mais emblemáticas da história, Brooks provoca o leitor a repensar a cultura egocêntrica que permeia a atual sociedade.

The Road to Character, além de ser uma indicação de Bill Gates, é um livro altamente indicado àqueles que desejam ver com outros olhos o que é ser realmente feliz e reorganizar algumas prioridades em suas vidas.

8. “Traction: A startup guide to getting customers”, Gabriel Weinberg, Justin Mares

Muitas startups que fracassam têm um bom produto. O que elas não têm são clientes. Uma possível explicação é que elas não passam tanto tempo se dedicando à tração do negócio quanto ao desenvolvimento do produto. “Traction” quer ajudar a reverter esse cenário baseando-se no framework usado pelas empresas que dão certo e com táticas de growth hacking.

Entenda melhor quais canais de marketing fazem mais sentido para você, de acordo com sua indústria e seu estágio, e boas vendas!

9. “Give and Take”, Adam Grant

Durante gerações, nós focamos nos motivos individuais que levam ao sucesso, como paixão, trabalho duro, talento e sorte. Mas, atualmente, o sucesso é diretamente ligado ao modo como interagimos com o resto do mundo. Aparentemente, a maioria das pessoas opera de determinada forma e isso dita algumas das consequências de nossas escolhas.

Utilizando seu próprio estudo, o qual foi considerado pioneiro no campo, o livro demonstra como as atitudes têm um impacto surpreendente no sucesso. O livro é uma ótima oportunidade para repensar as suas ações, principalmente dentro do seu negócio.

10. “Jab, Jab, Jab, Right Hook”, Gary Vaynerchuck

Sou muito suspeito ao falar sobre o Gary Vaynerchuck, por ser muito fã do cara. Este livro trata de quando gerentes e marqueteiros se encontram para planejar alguma campanha ou ação, o maior objetivo é o de lançar o melhor golpe e atingir de forma direta e impactante o seu público alvo. Contudo, com a adesão massiva da sociedade às mídias sociais e a pluralidade de fontes de conhecimento que estão na internet, os públicos que antes eram passivos diante de uma infomação, agora passam a questioná-la.

Em seu livro, Vaynerchuk mostra que a comunicação continua sendo uma peça chave, mas o contexto importa mais do tudo. O conteúdo pode servir de ajuda para diversos empreendedores que desejam adquirir maior conhecimento sobre marketing digital.

Recomendo também seguir o Facebook dele, aqui. E há um curso dele próprio no Udemy, que é excelente e mais atual que o livro, veja aqui.

11. Marketing para Empresas e Profissionais de Software

Claro que não podia deixar de falar do meu próprio livro. Indicado para empresas e profissionais de software. Deveria me vender bem, mas acesse aqui o hotsite do livro e saiba onde encontrar com o menor preço ou a edição em e-book. 

12 – Elon Muskir?t=wwwramosdainf-20&l=as2&o=33&a=8580578280 5 livros, indispensáveis, para start-ups

Este é mais inspirador. Indico ele por ser um grande fã. É o criador do PayPal, da Tesla Motors, do SpaceX (que está revolucionando a corrida espacial e com projeto de colonização e marte), criador do transporte terrestre mais rápido do mundo. Conhecido, principalmente nos EUA, como o Homem de Ferro (o Tony Stark) da vida real. É um sujeito que já faz parte da história e tem muito ainda pela frente. Sou suspeito por ser muito fã. Mas recomendo a leitura.

13 – De Zero a Um. O que Aprender Sobre Empreendedorismo com o Vale do Silícioir?t=wwwramosdainf-20&l=as2&o=33&a=8539006200 5 livros, indispensáveis, para start-ups

Os pontos chaves para criar uma empresa com valor agregado a cima da competição, fazer o diferente, sair do trivial, comece com um pequeno nicho, produto vírus, otimismo ou pessimismo vago são falsas expectativas, um plano, a venda, vírus,o líder criador, apresentação de pontos cruciais apresentando modelos.

De zero a um: O que aprender sobre empreendedorismo com o Vale do Silício não oferece fórmula para o sucesso. O paradoxo de ensinar empreendedorismo é que tal fórmula não pode existir. Como cada inovação é única, nenhuma autoridade consegue prescrever em termos concretos como ser inovador. Toda inovação vai de 0 a 1. No livro, o autor revela como construir empresas que criem coisas novas. Apresenta uma visão otimista do futuro do progresso e uma maneira original de pensar sobre inovação: ensina você a fazer perguntas que o levem a encontrar valor em lugares inesperados.

14 – Satisfação Garantidair?t=wwwramosdainf-20&l=as2&o=33&a=8578601483 5 livros, indispensáveis, para start-ups

Livro indispensável para todos. Mostra como o foco no cliente pode e deve ser aplicado em todas as esferas de um negócio. As lições desse livro valem tanto para quem vende cachorro quente num trailer quanto para quem é presidente de uma multinacional.

15 – A Startup Enxutair?t=wwwramosdainf-20&l=as2&o=33&a=8581780040 5 livros, indispensáveis, para start-ups

Se você quer empreender, e principalmente se quer iniciar um negócio inovador, esse livro vai te ajudar a entender práticas aceitas e levadas a cabo por grandes empreendedores do Vale do Silí­cio. O pressuposto mais importante dessa obra diz respeito à confecção de Produtos Minimamente Viáveis para testar a resposta do público à inovação que você pretende trazer ao mercado.

Sobre o Produto Minimamente Viável:

Imagine que você quer criar um produto inovador. Vou pensar num exemplo qualquer: uma caneta com a ponta grossa que preenche bolinhas em cartões de respostas (o público-alvo seriam candidatos a vagas em universidade – vestibulandos – e a cargos públicos – “concursandos”). Um Produto Minimamente Viável seria aqui uma caneta bem tosca… o único pressuposto é que ela seja capaz de preencher as bolinhas com bem menos esforço que uma caneta comum. Você não vai gastar dinheiro para estilizar a caneta, deixá-la “sexy”, bonita, etc. Você tenta vender pelo teu preço-alvo algumas unidades nas entradas das escolas onde se fazem vestibulares e outros concursos públicos e faz anotações sobre as respostas dadas pelo teu público-alvo. Assim, você contém ao máximo seus custos e checa se tem ou não um produto vendável em mãos. Se não tiver, faz adaptações e testa de novo ou abandona a ideia. Se tiver, começa a produção e depois faz novos testes para estilizar a caneta, melhorar sua funcionalidade etc. Basicamente, você nunca gasta desnecessariamente sem saber se haverá um retorno. Gasta apenas o necessário para realizar testes. Daí o termo “enxuta” no tí­tulo do livro.

Se, por outro lado, você deseja ser franqueado de uma grande rede de alimentação já estabelecida, teu dever de casa não passa pela confecção de um produto minimamente viável. O fato de que essa rede cresceu e se expandiu já é prova suficiente de que o público aceita e paga pelos produtos da empresa. Então, nesse caso, te cabe fazer uma diligência acerca de custos e do local onde você vai abrir sua franquia para ver se é ou não boa ideia tocar seu negócio.

O livro, portanto, tem como público-alvo empreendedores ou aspirantes com a ideia de lançar produtos ou serviços realmente inovadores.

Até aqui, parece que o livro é nota 10, mas há um motivo pelo qual só lhe dei 4 estrelas. Acho que os autores são dogmáticos e fissurados na ideia do MVP (sigla para “minimum viable product”, “produto mí­nimo viável” em inglês). Tenho pé atrás com generalizações e esse livro certamente generaliza por meio da constante reafirmação de que o MVP é o único caminho a se seguir ao se iniciar uma start-up inovadora.

Não tiro só da minha imaginação a informação de que há outros caminhos a se seguir. O Billy Murphy, empreendedor em série e autor do blogforeverjobless.com e do podcast com o mesmo nome, por exemplo, ensina que o MVP não cabe bem em algumas iniciativas. Não vou dissertar sobre isso, o autor citado faz isso melhor que eu (mas seu conteúdo só está disponí­vel em inglês, infelizmente).

Na minha forma de avaliar, 4 estrelas ainda significa muito bom, e esse livro é um clássico mundial. O recomendo a empreendedores ou aspirantes com veia inovadora.

Veja também:

22 Livros de Marketing Digital para ler em 2019

E você, quais livros indica? Escreva nos comentários!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *