Sucesso Apps – Parte 5 – Pesquisa de mercado, usuários, mockup e teste de ideia

Artigos da série:

Um dos grandes problemas que vejo é o “medo de roubarem a ideia”. De nada adianta uma ideia sem que ela seja executada. Esse medo de “roubarem a ideia” fazem de muitos não realizarem pesquisas de mercado, testes de mercado, testes com potenciais usuários para validar a ideia antes de realmente executar o projeto deixando muito para o que acreditam ser o “feeling” pessoal ou do grupo. E isso é muito errado. 

Neste artigo é para quem não tem – e na verdade nem precisa – ter medo de “roubarem sua ideia”. É uma parte de validar e testar na vida real se a sua ideia é válida e vale o investimento ou não. 

Existem diversas metodologias pré-teste de mercado, um deles é o Canva, e há um curso online gratuito sobre Canva e não vou entrar em detalhes sobre o mesmo aqui neste artigo. 

Centro Paula Souza (CPS) lançou em sua plataforma on-line de ensino a distância (EaD) o curso livre gratuito de Canvas – Desenhando seu Projeto como Negócio. Com duração de oito horas, o conteúdo foi desenvolvido em parceria com a Agência Inova Paula Souza. A capacitação aborda, no ambiente virtual, como utilizar a metodologia Business Model Canvas para elaboração de modelos de negócios.

QUER CONHECER OS MODELOS DE NEGÓCIOS DAS PRINCIPAIS STARTUPS BRASILEIRAS? Então acesse este link.

Uma vez tendo o Canva de sua ideia e negócio é hora de testar no mundo real sua ideia. E todas são muito válidas para avaliar se realmente o que planejou é executável, há público consumidor e, principalmente, testar antes de iniciar o desenvolvimento realmente. Este período de testes e validação de ideias, geralmente não precisa escrever linhas de código para que seja validado, evitando o maior investimento que é o desenvolvimento. 

Recomendo a leitura do livro Lean startup escrito por Eric Ries, que tem mais relação a este mundo, que o tradicional plano de negócios e o livro Bussiness Model Canvas.

Segundo o Wilipedia o Lean Startup:

“é um conjunto de processos usados por empreendedores para desenvolver produtos e mercados, combinando Desenvolvimento ágil de software, desenvolvimento de clientela (Customer Development) e plataformas existentes de software (usualmente FOSS). O conceito foi introduzido por Eric Ries.

A iniciativa lean startup defende a criação de protótipos rápidos, projetados para validar suposições de mercado, e usa feedback dos clientes para envolvê-los muito mais rapidamente do que através de práticas de desenvolvimento de software mais tradicionais, como oWaterfall model. Não é incomum ver lean startups colocando um novo código em produção várias vezes por dia,1 usando práticas conhecidas como continuous deployment.2 3

Lean startup é às vezes descrito como o “pensamento enxuto” (lean thinking) aplicado ao processo empreendedor.4 Um princípio central no pensamento enxuto é reduzir o desperdício. Os processos de lean startup usam o desenvolvimento de clientela para reduzir o desperdício, incrementando a frequência de contato com clientes reais e assim validando ou eliminando, o mais cedo possível, suposições incorretas sobre mercado.5 Esta abordagem se propõe a melhorar as táticas empreendedoras, reduzindo o trabalho, o custo de validar suposições sobre o mercado e o tempo necessário ao negócio para encontrar tração de mercado. É referida como “produto minimamente viável” (minimum viable produto ou MVP).

Em desenvolvimento de produto, o MVP é uma estratégia usada para testes quantitativos e rápidos do mercado de um produto ou das características de um produto, popularizada por Eric Ries, para aplicações web.6 7

Lean startup se baseia fortemente no processo de Customer Development, descrito no livro The Four Steps to the Epiphany , de Steven Gary Blank,8 e não se aplica apenas a empresas de tecnologia. A ideia de falhar cedo e aprender rápido pode beneficiar qualquer indústria.”

Ferramentas de protoptização de aplicativos mobile

Esse não é um passo em vão. É excelente para projetar melhor sua aplicação e ainda testar o mercado antes do lançamento para ver se vale a pena lançar ou não. E não é perda de tempo, pois em muitas destas ferramentas são gerados os scripts de layouts da aplicação, não necessitando depois serem criados novamente, dedicando exclusivamente ao código propriamente em si.

Existem diversas ferramentas on-line para prototipagem de aplicativos mobile, aqui estão alguns deles para que você escolha o que melhor o fazer sentir confortável:

  • Fluid UI (https://fluidui.com): Permite criar mockup de aplicações Android e iOS facilmente.
  • Android GUI Prototyping (artfulbits.com/products/free): Se você é usuário do Microsoft Visio, vai gostar desta ferramenta. Mas é necessária a versão 2003 ou superior.
  • DroidDraw (droiddraw.org): Totalmente on-line é uma ferramenta de design, edição e construção de aplicações para smartphones e tablets utilizando o Android. Ainda na versão beta, mas gera os arquivos XML relativos ao seu mockup. Isso é de grande ajuda para o desenvolvimento posterior de sua aplicação, economizando tempo no desenvolvimento.
  • Pencil (https://pencil.evollus.vn): É uma ferramenta gratuita e de código aberto usado para prototipagem de interface de usuários. Inclui templates para Android. Disponível para Windows, Mac e Linux.
  • Fireworks Template do Android (https://unitid.nl/2009/11/fireworks-for-andoid/): Para usuários de Fireworks – geralmente designers – há diversos templates para criar mockups para Android.
  • Flinto (https://www.flinto.com/) Interessante ferramenta on-line de prototipação para Android e iOS
  • ProtoiO (https://proto.io/) Especializado na prototipação de apps iOS.
  • Prototypr (https://prototypr.com/Especializado na prototipação de apps iOS.

Você pode criar interfaces diferentes e até “muito loucas” ou bem diferentes. Mas não é recomendado fugir muito do padrão de interface de usuários já estabelecidos pelo mundo mobile, pois pode quebrar um padrão mental dos usuários e causar frustrações, além do que, já existe este padrão e para poder fugir deste padrão é necessário uma excelente justificativa.

Você vai gostar:

Curso de PHP: Curso completo para quem quer aprender a criar sites utilizando as tecnologias de HTML5 + CSS3 + JavaScript de uma maneira simples e objetiva: PHP do Zero ao Profissional. E também: Curso de PHP ERP com NFe.

Uma recomendação de Poscast:

Ferramentas para criar seu site de teste de mercado

Uma vez criado a sua aplicação “falsa”, que preferimos chamar de mockup ou boneco da aplicação, é preciso testar se há mercado disponível. Para isso é necessário criar um web site com todas as telas de sua aplicação, descrições e um vídeo promocional.

Lembre-se: Você não pode colocar sua aplicação falsa em nenhum dos marketplaces, geralmente nem aceitam e se passar irá queimar o seu produto antes de ser lançado!

Marketing de Aplicativos.
E-Book Marketing de Aplicativos, por Tiago Aguiar.

Geralmente desenvolvedores de software não produzem sites com designers bonitos e agradáveis. Também não é deste curso o objetivo de ensinar a criar sites bonitos e agradáveis. Você não pode criar um site de qualquer jeito, mesmo sendo um site apenas de testes. O aconselhável, sempre, é contratar profissionais especializados em design ou agências de publicidade para a criação de sites. Alguns desenvolvedores podem até desenvolver sites bonitos e agradáveis, mas se este não é seu caso, não se arrisque.

Mas existem alguns serviços on-line que você pode utilizar para a criação de seu hot site da aplicação mockup, vamos apresentar alguns:

– Weebly – É um gerador de sites excelente e com design e interfaces agradáveis, inclusive há templates para aplicações móveis: www.weebly.com, também disponível em português.

– Themesforest – É um mercado de vários tipos de templates para sites dos mais variados: WordPress, HTML, Joomla, Drupal e vários outros. E existem diversos templates excelentes para aplicativos móveis: www.themesforest.com

– Mobirise é uma aplicação offline para windows e Mac que permite criar pequenos/médios websites, landing pages, resumos online, portfólios, websites de promoção de aplicações, eventos, serviços e produtos: https://mobirise.com/pt/

Se possível, contrate a criação de vídeo promocional de sua aplicação mockup para a inserção no site, ou crie os seus próprios vídeos com os seguintes serviços:

  • Powtoon n é uma empresa que vende software baseado em nuvem para criar apresentações animadas e vídeos animados de explicação: https://www.powtoon.com/home/?
  • Animaker é uma ferramenta de criação de vídeo animado cloud-based incrivelmente simples, para criar vídeos divertidos e interativos por conta própria. Os recursos e funcionalidades embutidos tornam o Animaker ideal para atender às crescentes demandas por marketing de vídeo: https://www.animaker.co/
  • Animatron poderás criar facilmente animações e conteúdo interactivo em formato HTML5 sem conhecimentos de programação. https://www.animatron.com/
  • Moovly é uma empresa que fornece uma plataforma baseada na nuvem que permite aos usuários criar e gerar conteúdo multimídia: vídeos animados, apresentações de vídeo, gráficos de informação animados e qualquer outro conteúdo de vídeo que inclua uma mistura de animação e gráficos em movimento: https://www.moovly.com/
  • GoAnimate é uma plataforma de criação de vídeos animados baseada em nuvem da GoAnimate, Inc .. Ela foi projetada para permitir que pessoas de negócios sem conhecimento em animação “rapidamente” criem vídeos animados “com facilidade”. https://www.vyond.com/
  • Renderforest é um criador de vídeos animados on-line gratuito. Ajudamos você a criar slideshows, vídeos comerciais promocionais e explicativos, introduções … https://www.renderforest.com/pt/

Para a captura de e-mails indicamos o MailChimp (mailchimp.com). Que é excelente ferramenta de e-mail marketing com boa limitação de e-mails free. É importante tentar recolher e-mails de potenciais clientes em seu hot site do aplicativo, além de criar um canal, que pode ser anonimo, onde possam colocar opiniões e sugestões. A dica é inserir em seu site uma API do Facebook de Comentários: Assim, os comentários realizados no seu website são também publicados no perfil de quem realizou o comentário e isso pode estimular a atenção de potenciais usuários que são amigos de quem postou o comentário.

Considerações finais

É preciso fazer uma pesquisa de mercado com seu potencial cliente e descobrir suas maiores dores, validar sua ideia, pivotear a ideia e criar a melhor experiência para o seu usuário.

Você vai gostar:

15 livros de um empreendedores excepcionais para ler em 2019

Sua idéia pode ser muito criticada, ou até mesmo se mostrar que não há interesse pelo seu público alvo no aplicativo. Se você perceber que não terá futuro, não vale à pena continuar investindo na idéia, busque outras idéias utilizando as mesmas estratégias até aqui ilustradas.

Mas sua idéia pode ser fantástica e você querer investir mesmo assim. Se for o caso, invista e corra o risco. Muitas vezes o risco é fator fundamental para o sucesso. Se fracassar, saiba que ficará mais perto do sucesso em futuros projetos e empreendimentos. Assim como é importante saber desistir de forma inteligente. A escolha é sua. Sou sempre propenso ao risco, mas isso é uma questão minha.

Quero que você chegue o mais próximo do sucesso, por isso passei estes passos iniciais onde você poderá analisar antes de iniciar o desenvolvimento.

São regras que, se seguidas, ajudarão a alcançar o sucesso de forma mais fácil, minimizar os riscos e prever o futuro (ou o mais próximo dele).

Conteúdo complementar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *